Arquivo de etiquetas: Transportes

Comissões de utentes do Médio Tejo também não querem portagens na A23

A23 Médio Tejo _20190410_120934_5caef8683de0e

As comissões de utentes do Médio Tejo deslocaram-se esta quarta-feira, 10 de Abril, ao Ministério das Infraestruturas para deixar mais de 12 mil assinaturas de utentes do distrito de Santarém e, em particular, do Médio Tejo contra o pagamento de portagens nas duas autoestradas que atravessam o território. Os utentes querem levar o novo ministro a olhar para as autoestradas 23 (Torres Novas/Guarda) e 13 (Tomar/Coimbra) de uma outra forma. “Aquilo que devia ser uma via para circular vida é, afinal de contas, um entrave físico, social, económico e financeiro para as populações” sustentou Augusto Figueiredo, porta-voz das comissões.

Nesta reunião foram recebidos pela chefe de gabinete e pelo adjunto do novo ministro Pedro Nuno Santos, que não adiantaram muito mais do que aquilo que as comissões pretendem, que este problema seja olhado de forma diferente, tanto mais que este é um novo ministro. Como tal não deverá alegar desconhecimento desta situação que existe e afeta um número considerável de cidadãos. “Muito mais do que a forma como fomos recebidos é qual é a ação que o governo vai ter? Qual é a ação que a Assembleia da República vai ter? Vamos continuar a lutar e a sensibilizar e com certeza que as comissões vão continuar a encontrar formas de manter na agenda política a questão da abolição das portagens.”

Augusto Figueiredo adiantou que este não é um problema da saúde, ou exclusivamente da saúde, embora reconheça que é a esse nível que se sente mais esta questão. Se um cidadão tem de circular entre os três hospitais do Médio Tejo, Abrantes, Tomar e Torres Novas, tem vias com portagens entre eles. O argumento de que poderão utilizar as vias nacionais ou municipais começa a esgotar-se porque estas não estão preparadas para o aumento de tráfego e isso reflete-se no número de acidentes rodoviários que tem crescido no distrito assim como o número de vítimas mortais que é, segundo os últimos dados, uma por semana.

Em Outubro, as comissões de utentes voltaram à carga com este abaixo assinado que reuniu mais de 12 mil assinaturas e prometem voltar com outras formas de luta se os governantes não olharem de outra forma para os verdadeiros problemas das comunidades. E se em 2011 a conjuntura levou à aplicação das portagens, hoje a situação é completamente diferente e Augusto Figueiredo questionou mesmo “se o dinheiro investido nos bancos falidos não chegaria para melhorar bastante serviços públicos e acessibilidades”.

O porta-voz adiantou que aos representantes do ministro Pedro Nuno Santos foram transmitidas quatro grandes preocupações dos utentes do distrito de Santarém: As acessibilidades sem portagens na A23 e A13; a saúde nos cuidados primários e nos quatro hospitais do distrito; a circulação rodoviária em geral e o aumento de vítimas mortais; e também o ambiente e a qualidade de vida.

Augusto Figueiredo reconheceu que já foram tomadas medidas que pretenderam mitigar este grande problema como a diminuição das tarifas das portagens ou a diminuição do preço do gasóleo para os pesados, mas não chega. É preciso que as medidas cheguem ao cidadão para que estes não fujam das duas vias rápidas e “inundem” as vias municipais das vilas e aldeias ribatejanas.

Estes movimentos de utentes têm eleições anuais e por isso estão sempre em movimento, nas lutas que as pessoas querem e ficou já meio anunciado que novas lutas de avizinham quanto à água do Tejo, à saúde, a uma melhor qualidade do serviço postal: “É isto que os utentes nos dizem. Tomem lá a nossa confiança.”

A Antena Livre teve conhecimento da forma como foi agendada esta audiência. A recolha de assinaturas aconteceu quando ainda estava no Ministério do Planeamento e Infraestruturas o ministro Pedro Marques. As mesmas foram enviadas via postal para o ministro. Mas como não foram levantadas pelo governante na estação dos correios, foram devolvidas à comissão de utentes. Como depois o socialista Pedro Marques saiu para a candidatura a Bruxelas e entrou Pedro Nuno Santos, a comissão de utentes entendeu agendar uma reunião presencial e entregar, em mão, as mais de 12.200 assinaturas recolhidas no Médio Tejo a exigir a abolição das portagens. Não chegaram a falar com o novo ministro das infraestruturas, mas deixaram “o pacote” à chefe de gabinete e ao adjunto.

Jerónimo Belo Jorge

At https://www.antenalivre.pt/

“Portugal Air Summit” regressa a Ponte de Sor

Ponte de Sor Air Summit 56614147_2266396390278402_7314511763888668672_n

O maior evento do setor aeronáutico nacional regressa a Ponte de Sor sob o tema “Powering Human Capital”, permitindo a possibilidade a todos os interessados de obter informação privilegiada sobre as carreiras disponíveis em Portugal, empregabilidade e formação pessoal, assim como as soft skills e qualificações que um profissional do setor deverá possuir, com especial enfoque na formação e nas saídas profissionais.

A maior Cimeira no setor aeronáutico regressa a Ponte de Sor, para a sua terceira edição, que vai decorrer entre 30 de maio e 2 de junho.

O Aeródromo Municipal de Ponte de Sor, chave do cluster aeronáutico, volta a receber algumas das entidades e personalidades mais relevantes da indústria, infraestruturas e serviços, para debaterem e analisarem o futuro dos setores da aviação tripulada e não tripulada, defesa e espaço.

À semelhança do ano anterior, o Portugal Air Summit apresenta novamente o ARC – Air Race Championship , uma corrida de aviões, única no mundo, onde vão participar alguns dos pilotos de elite mais conceituados a nível mundial.

Saiba tudo em : www.portugalairsummit.pt

Mais emprego para… Alter do Chão

Emprego Alter

A TRT – Logística e Transportes, com 22 anos de experiência, mais de 30 veículos de transporte, com outras 2 plataformas logísticas, no Carregado e Alcácer do Sal, inaugurou esta semana, a sua terceira plataforma, desta vez, na zona industrial de Alter do Chão. Já permitiu a criação de vários postos de trabalho e perspectivas de aumentar o seu staff num futuro próximo. A empresa presta serviços de transporte de mercadorias e transporte refrigerado para todo o país.

Bem-vindos a Alter do Chão!! O Município deseja os maiores sucessos!!

Contactos TRT: 937479926 / trtomadica@gmail.com

At https://www.facebook.com/

Não chegam a 60 os passes sociais no distrito

Rodoviaria Alentejo

Não chegam a 60 as pessoas que usam os passes sociais para viajar de transporte público entre os quinze concelhos do Alto Alentejo.

A revelação foi feita por Ricardo Pinheiro, presidente da Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo (CIMAA), que vai receber 188 mil euros do Governo destinados a apoiar a redução do preço dos tarifários dos transportes públicos.

Em declarações à Rádio Portalegre, Ricardo Pinheiro, adiantou que está a ser equacionada a possibilidade de usar parte dessa verba para financiar a 100 por cento os passes sociais dos 59 utentes que usam as carreiras inter-concelhias.

As medidas no âmbito do Programa de Apoio à Redução do Tarifário do Transporte Público deverão ser aprovados em reunião do Conselho Intermunicipal da CIMAA durante este mês de abril prevendo-se que entrem em vigor apenas em maio.

Das 21 Comunidades Intermunicipais que existem no país, apenas oito vão aplicar os descontos nos transportes públicos já neste mês de abril.

At https://www.radioportalegre.pt/

Ponte de Sor tem mais emprego

Ponte de Sor 46168798_2179303778987664_1989248501535473664_n
GRUPO REXIAA INVESTE EM PONTE DE SOR

Mais um dia importante para Ponte de Sor. O grupo francês Rexiaa, fabricante de componentes aeronáuticos em materiais compósitos, assinou ontem a escritura de aquisição da fábrica da extinta Dynaero.

Num investimento total superior a cinco milhões de euros, entre aquisição do imóvel e implementação de linhas de produção fabris, esta empresa tem como clientes grandes fabricantes de aeronaves como a Airbus ou a Dassault Aviation. O objetivo é iniciar a laboração já no segundo semestre de 2019, sendo que nos próximos três anos se propõe a criar entre 80 a 100 postos de trabalho em Ponte de Sor. Os responsáveis máximos da empresa estiveram ontem reunidos com o Presidente do Município, Hugo Hilário, que mais uma vez manifestou a disponibilidade da Autarquia, dentro das suas competências, para apoio na instalação da fábrica. Por sua vez, os responsáveis agradeceram todas as diligências efetuadas pelo Município desde o momento em que manifestaram interesse em investir em Ponte de Sor.

At https://www.facebook.com/

Em Zamora também se luta por ligação mais directa a Portugal

zamora-psoe-a11-javier-izquierdo-696x350
La A-11 con Portugal “podría estar más cerca” según el PSOE

Según el PSOE de Zamora “el actual Gobierno a través del Ministerio de Transición Ecológica ha declarado favorable el estudio de impacto ambiental, paso imprescindible para cerrar el proceso informativo y continuar con la redacción de los proyectos de construcción para poder licitar y adjudicar la obra que se encontraba paralizada por el Ejecutivo anterior”.

El PSOE de Zamora ha mantenido una reunión con el Secretario General de Infraestructuras, Javier Izquierdo con el fin de conocer de primera mano la situación actual en la que se encuentra el proyecto de la Autovía A-11 que conectará Zamora con Portugal.

Según el PSOE de Zamora “el actual Gobierno a través del Ministerio de Transición Ecológica ha declarado favorable el estudio de impacto ambiental, paso imprescindible para cerrar el proceso informativo y continuar con la redacción de los proyectos de construcción para poder licitar y adjudicar la obra”.

La incorporación de la A-11 en el Plan extraordinario de Inversión en Carreteras establece una vía de financiación pero “tenía importantes carencias que no habían sido contempladas por el anterior Gobierno”, afirman los socialistas, y según afirman “estos vacíos, provenían fundamentalmente de que la nueva Ley de Contratos del Sector Público y los criterios europeos de déficit y deuda pública exigen que en las concesiones haya una transferencia de riesgo de la operación sustancial al concesionario que se hace a través de un indicador de demanda, criterio que no tuvo en cuenta el Gobierno del Partido Popular a la hora de elaborar el PIC”. Para el PSOE, esto hace “evidente que el PP nos quiere tomar el pelo a los zamoranos y zamoranas con sus últimas declaraciones”.

Por su parte, Antidio Fagúndez, Secretario General del PSOE Zamora, califica como “muy positivo” la declaración favorable de impacto ambiental, “el pasado día 30 de octubre, se ha dado una paso hacia delante en una infraestructura que consideramos vital en el desarrollo socio económico de la provincia, así como fundamental en la conexión con la vecina Portugal”. 

Los socialistas tachan de “mentirosos” al Partido Popular de Zamora y les piden que “dejen de intentar confundir a los ciudadanos de esta provincia cuando ha quedado de manifiesto que en siete años de Gobierno de Mariano Rajoy no han tenido la voluntad ni el compromiso de llevar a cabo esta infraestructura”.

At https://www.noticiascyl.com/

As novas rotas aéreas desde Badajoz iniciaram este Domingo

Badajoz 311014_1

Ir y venir a Madrid (y viceversa) en el mismo día. Y ofrecer las garantías necesarias para que el aeropuerto pacense siga teniendo actividad. Además, una mejora en los precios, ya que las tarifas por trayecto (de ida o de vuelta) no podrán superar los 90 euros en el caso de la capital madrileña y los 110 euros si el destino es Barcelona. Serán las nuevas condiciones de los vuelos desde el aeropuerto de Badajoz a partir de este domingo, cuando ya entre oficialmente en vigor la OSP (Obligatoriedad de Servicio Público).

Habrá 11 vuelos semanales entre Badajoz y Madrid. Serán dos frecuencias al día de lunes a viernes y una el domingo. Las salidas desde Badajoz son a las 9.05 y a las 19.55 (esta también funciona el domingo). Desde Madrid, a las 7.30 y a las 18.15 (también el domingo).

En el viaje Badajoz-Barcelona, se mantendrán los cuatro vuelos de ida y vuelta semanales. Los horarios desde Badajoz son: martes a las 19.40, jueves a las 13.30, viernes a las 16.00 y domingo a las 9.40. Desde Barcelona, martes y jueves a las 11.15, viernes a las 7.40 y domingo a las 7.30 horas.

At https://www.lacronicabadajoz.com/

O Interior é “enorme oportunidade que está por explorar”

antonio-costa3-712x534

O primeiro-ministro discursava no final de uma visita à Coficab, em Vale de Estrela, Guarda, onde assistiu ao lançamento de um projeto de investimento avaliado em 38,1 milhões.

O primeiro-ministro, António Costa, considerou hoje na Guarda que o Interior do país “não é um fardo” nem um problema, mas antes a “enorme oportunidade que está por explorar”.

“Quando no Interior tivermos tanto crescimento como aquele que temos no Litoral, o país terá duplicado a sua capacidade de crescer. E essa é a oportunidade que nós temos”, disse António Costa.

O primeiro-ministro discursava no final de uma visita à empresa Coficab, em Vale de Estrela, Guarda, onde assistiu ao lançamento de um projeto de investimento avaliado em 38,1 milhões de euros.

“E, por isso, eu digo que o Interior não é um fardo, o Interior não é um problema. O Interior, pelo contrário, é a enorme oportunidade que está por explorar. E é essa exploração que nós temos que fazer e que temos que agarrar e que temos agora a oportunidade de fazer”, rematou.

No seu discurso, referiu que olhando para o mapa nacional, a realidade diz “que o enorme potencial que o país tem por aproveitar, que não tem aproveitado ao longo de décadas, é precisamente” o Interior.

“E, portanto, se queremos crescer, é toda esta faixa que vem desde o barrocal algarvio até à fronteira de Trás-os-Montes com a Espanha, que nós temos de ser capazes de mobilizar, de valorizar, e ajudar a fazer o país crescer, assumiu.

No entanto, segundo o líder do Governo, “para fazer não basta falar, não basta ter um secretário de Estado para a Valorização do Interior”.

“É preciso termos políticas concretas e integradas que permitam essa valorização do Interior”, rematou.

António Costa lembrou ainda que o Governo que lidera procedeu à reabertura de mais de 20 tribunais que tinham sido encerrados, à criação de Lojas do Cidadão no Interior e já procedeu a “uma primeira intervenção nas portagens”.

Disse ainda que o grande investimento que está atualmente a ser feito na ferrovia é na Linha da Beira Alta e na Linha da Beira Baixa, também no Interior do país.

Segundo António Costa, apoiar as empresas, a internacionalização, a valorização do Interior e a inovação, significa “mais empresas” e “mais emprego”.

O primeiro-ministro presidiu hoje na Guarda à assinatura de um contrato de incentivos fiscais ao projeto de investimento da fábrica Coficab.

Com o desenvolvimento deste projeto, segundo o executivo – em que a empresa beneficiará de um crédito fiscal em sede de IRC de 20% e isenção em sede do Imposto do Selo até ao montante máximo de 5,7 milhões de euros – serão criados mais 129 postos de trabalho até 31 de dezembro de 2022, bem como se garante a manutenção dos atuais 492 empregos.
Na sessão, Hichem Elloumi, presidente do Grupo Coficab disse que “a Guarda é muito especial” para a empresa e assumiu que, com o investimento a realizar, “o futuro da indústria automóvel é escrito na Guarda”.

O ministro da Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira observou que a unidade fabril “é líder mundial no setor em que trabalha”.

A comitiva do primeiro-ministro foi recebida com um protesto da FENPROF, com os manifestantes a gritarem palavras de ordem e a empunharem cartazes com mensagens como “O tempo de serviço não se negoceia – conta-se” e “Basta de desvalorização! Professores exigem respeito”.

At https://beira.pt/