Arquivo de etiquetas: Geminação

Câmara de Ferreira cria Gabinete do Emigrante

anibal-cmfa

A Câmara de Ferreira do Alentejo celebra hoje um protocolo com a Direcção-geral dos Assuntos Consulares para criação do Gabinete de Apoio ao Emigrante no Concelho.

Na cerimónia marca presença o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro.

O Gabinete vai funcionar nas instalações da Divisão de Acção Social, Educação e Formação da Câmara.

Este Gabinete dá resposta às necessidades sentidas por todos os ferreirenses que deixaram o concelho e o país, explica Aníbal Costa, presidente da Câmara de Ferreira do Alentejo.

At http://www.radiopax.com/

Artigo de opinião: “Molhar a palavrinha”

marcoHá um espaço reservado no ano, em que a população aumenta significativamente, assim como as transacções na economia local, e coloca, passado muito tempo de espera, gerações diferentes, principalmente no âmbito familiar, a interagir.

Tudo isto pela deslocação intensa de emigrantes e migrantes que se verifica no tão aguardado mês de Agosto, e onde o concelho de Nisa é exemplo máximo no Alto Alentejo.

O que há uns bons anos atrás trazia também associados alguns exibicionismos, os mesmos ficam hoje reservados para quem pode, e que se somam aos remediados e aos que podem menos, mas que tudo fazem para poderem estar perto do calor familiar mais distante, numa estratificação quase semelhante a supostas classes sociais. Há os que investem muito na vertente imobiliária, para assim usufruírem de maior qualidade de vida e reserva, e os que dispõem do que já têm quase secular, para assim desfrutarem momentaneamente do ambiente familiar na sua maior dimensão, numa lógica quase norte europeia. Foi precisamente a integração europeia que veio trazer algum, pouco, equilíbrio entre os seus membros, nomeadamente na óptica da cidadania.

Para além da forte componente de amizade e boa disposição que tanto cresce nesta altura, sobressaem também os amores que provavelmente nunca foram ou serão, pois só viveram em potência, mas também as inimizades daqueles que nunca se puderam ver, porque uma das partes sempre fez questão de ficar à distância, e que garantidamente não obrigam à violência que nesta altura também gosta de se mostrar por algumas festas populares. E depois há também os indiferentes, que, com maiores ou menores afectos, também querem sorrir com os que têm mais próximos.

É uma altura de excessos sim, que alguns sublinham, e bem, até porque são feitos com gosto, independentemente das consequências à saúde que possam trazer. É altura de “molhar a palavrinha” por várias esplanadas de cafés, bares e restaurantes, assim como pelas festas populares que não faltam em nenhuma freguesia.

É depois chegado o momento da tristeza do fim, que provoca sempre alguns desequilíbrios emocionais, e que ocorrem principalmente como “ossos de quem trabalha”. Tudo começa com o melhor dia para casar, e vai terminando consoante as malas dos carros vão ficando atascadas e se vão ouvindo buzinadelas de boa viagem em passagens de rua, se possível à distância, para que a despedida seja menos dolorosa.

Até para o ano … ou para o Natal!

At http://www.jornalaltoalentejo.com/ (versão em papel)

Emigrantes passam a ter local condigno para partidas e chegadas

terminal_rodoviario_08_2012

Na sequência de contatos estabelecidos entre Município e a empresa Internorte/Intercentro, no sentido de assegurar o conforto e comodidade dos utentes, o local de embarque/desembarque de passageiros dos transportes internacionais passará a partir do dia 8 de fevereiro 2016 (segunda-feira) a ser efetuado a partir do Terminal Rodoviário de Nisa, Rua Sidónio Pais.

At http://www.cm-nisa.pt/

Emigrantes portugueses também vêm à boleia

Boleia Hitchhiking-660x330

As viagens partilhadas desde Paris e Madrid para diversos pontos do País são cada vez mais procuradas. Na plataforma online BlaBlaCar, os utilizadores começam como passageiros e rapidamente passam a condutores.

Foi no Natal que Frédéric Mazzella, um dos três fundadores da BlaBlaCar, teve a ideia de formar esta rede de boleias de carro partilhadas. Em 2008, ainda estudante, não conseguiu comprar bilhete de comboio ou de autocarro para ir ao encontro dos familiares. Precisava de boleia para os 450 quilómetros que separam Paris de Fontenay-le-Comte. A única solução encontrada foi a sua irmã desviar-se de Rouen, na Normandia, e ir buscá-lo à capital.

Durante a viagem, Frédéric reparou na quantidade de lugares vazios nos carros com que se cruzavam e pensou que, se cada um alugasse esses lugares, resolveriam o problema de muitas pessoas. Juntaram-se à iniciativa Francis Nappez e Nicolas Brusson, e, no ano seguinte, nascia a plataforma de partilha de viagens.

Atualmente, com 20 milhões de utilizadores e presente em 20 países, a BlaBlaCar está avaliada em mais de mil milhões de dólares, depois de recentemente ter recebido um financiamento de capital de risco no valor de 200 milhões de dólares.

Por cá, só neste mês de dezembro houve um aumento de 40% de viagens de Espanha para Lisboa e três vezes mais de França para Lisboa, face ao mesmo período do ano passado. Entre 18 e 27 de dezembro, foram publicados 25 mil lugares em Portugal.

Na BlaBlaCar (blablacar.pt), as pessoas inscrevem-se como condutores, passageiros ou ambos. A busca faz-se pelas localidades da partida e da chegada. Para percursos superiores a 75 quilómetros, a reserva é feita através do site, com pagamento por cartão de crédito, MBNet ou PayPal. Nas viagens mais pequenas, o contacto é direto entre o condutor e o passageiro. O preço é definido pelo dono do carro, dentro de um intervalo estabelecido pela BlaBlaCar que fica com uma comissão de cerca de 11 por cento.

A viagem mais comum feita pelos portugueses é entre Lisboa e o Porto, com um custo médio de 15 euros por pessoa. Já Paris-Lisboa oscila entre 75 e 110 euros e Madrid-Lisboa fica-se nos 25 euros.

At http://visao.sapo.pt/actualidade/sociedade/2015-12-23-Emigrantes-portugueses-vem-a-boleia-passar-o-Natal-e-a-passagem-de-ano

A NATO está em Portugal

Nato 2015-11-02-JR__5219
Foto Lusa (Jo\303\243o Relvas)

Mais de 300 viaturas de combate e dois mil militares começaram ontem a atravessar o Tejo no âmbito do exercício internacional Trident Juncture, tendo sido instaladas 20 viaturas flutuantes M3 alemãs de última geração para o efeito.

O Trident Juncture 2015 – o maior exercício NATO desde 2002 – está a decorrer em Constância e Vila Nova da Barquinha, para além de outras localidades portuguesas, até 6 de novembro, tendo começado ontem a fase do exercício que envolve o recurso a fogo real, com o “resgaste de uma nação amiga da NATO” da ocupação inimiga, e com a travessia do rio Tejo para se alcançar o ponto que centraliza as operações de libertação.

O Batalhão Português esteve ontem de manhã com a missão de assegurar a segurança na ponte da Chamusca, por onde circula a grande maioria das viaturas militares. O exercício contemplou um ataque NBQR (Núclear, Biológico, Químico e Radiológico) à coluna, seguido da respetiva descontaminação.

No âmbito deste exercício internacional, Portugal, como nação hospedeira, está a participar com cerca de três mil militares, entre os quais 940 pertencem à NRF16 (1 Fragata, 200 militares, 1 Batalhão de Infantaria Mecanizado, 600 militares, 6 Aeronaves F16, 140 militares) e cerca de 700 viaturas militares (táticas).

Na totalidade, estima-se que em território português haja cerca de 10 500 militares (nacionais e estrangeiros) envolvidos no Trident Juncture 2015 (TRJE15).

At http://sicnoticias.sapo.pt/

Município de Nisa no aniversário da Geminação

Nisa em França

“Palavras da Presidente do Comité de Geminação de Nisa, Drª Maria José de Almeida:

Na década de 60 um importante número de habitantes de Nisa foram forçados a deixar o seu país para vir e trabalhar entre vós, na região de Touraine, onde foram recebidos calorosamente.

Durante anos, laços afetivos foram tecidos; os casamentos mistos são a prova! O desejo de aproximar as pessoas está na origem da assinatura do protocolo entre os municípios de Nisa, Azay le Rideau, Sache e Cheillé. A 30 de abril de 1990, na Praça de la Républica, em Nisa, a Geminação tomou asas! Para comemorar o seu 25º aniversário, em agosto, em Nisa, nós organizámos uma exposição intitulada “Memórias”, que nos levou de volta ao passado. Revivemos todos os principais eventos que marcaram esta longa jornada de memórias e amizade. Esta Geminação não é uma Geminação vulgar. As suas raízes são profundas dentro de nós. Cada habitante do município de Nisa tem experimentado a dor da separação de um membro da família, que emigrou! Cada emigrante conhece, no fundo de seu coração, esse sentimento Português chamado “Saudade”!

Passados todos estes anos, os Luso-descendentes estão perfeitamente integrados na sociedade francesa, mas não se esquecendo, no entanto, da sua origem. Cabe-nos a nós manter este sentimento vivo e ajudar a garantir que os objetivos do Protocolo de concretizem. Tal significa: desenvolver a Compreensão mútua entre os povos, bem como a Irmandade e Amizade.

Em nome do Comité de Geminação de Nisa eu, particularmente, gostaria de agradecer aos Presidentes: Gaston Michin, Michel Verdier, Henrion Arnaud Robert Jansen, Rousseau, e Olivier Jean Serge Hurtevent Bouisseau.

Do lado Português: José Manuel Basso, Gabriela Tsukamoto e João Malpique. Agradecemos também ao Comité de Geminação francês e a todas as famílias de acolhimento.”

At https://www.facebook.com/groups/170145614502/