Arquivo de etiquetas: Educação

APAV: Combate o ódio com respeito

Anúncios

Moita Flores em Elvas

Moita Flores 41952212_2196630823681005_7349482439879688192_n

Temos a honra de convidar todos os nossos clientes e amigos para comparecerem no lançamento do novo romance de Francisco Moita Flores, “O Mistério do Caso de Campolide”, que terá lugar dia 29 de Setembro, pelas 19h00, na Papelaria Cidade Nova.

No evento irá ser servido um pequeno cocktail de boas vindas e contaremos com algumas surpresas interessantes.

Não falte, contamos consigo!

Opinião: “Pornografia na empresa”

Joana Amaral Dias qOtcckM8_400x400O CEO da Jerónimo Martins ganha em dois dias mais do que o trabalhador médio do Pingo Doce ganha num ano inteiro. António Mexia, presidente executivo da EDP, ganha cerca de 52 vezes mais do que a média salarial dos seus trabalhadores. Etc.

Um dos números que envergonha Portugal é a disparidade salarial. Somos o quarto país da União Europeia com a maior desigualdade nos vencimentos (a seguir à Polónia, Roménia e Chipre) e este fosso não tem parado de aumentar. Nos últimos 3 anos, nas maiores empresas cotadas na bolsa portuguesa, as remunerações estiveram paradas mas as dos gestores aumentaram 40%. Em média, os gestores das empresas do PSI-20 ganham 1 milhão de euros por ano, mais de 70 mil euros por mês.

Como se isto não fosse socialmente pornográfico que chegue, não há nada de eficiente em pagar salários excêntricos aos CEOs: a maioria dos estudos mostra que não há qualquer relação entre esses vencimentos e o desempenho das respectivas empresas.

Joana Amaral Dias

At https://www.facebook.com/

Poliempreende Nacional de 10 a 14 de Setembro em Portalegre

Web

O Empreendedorismo é uma aposta inequívoca dos institutos politécnicos portugueses. Com o objetivo claro de incutir nos seus alunos o espírito de iniciativa, a vontade de empreender que possa conduzir à criação da própria empresa e gerar postos de trabalho, explorando o caráter eminentemente prático e profissionalizante da sua formação, os politécnicos criaram um concurso de projetos de vocação empresarial a que deram o nome de Poliempreende.

O Poliempreende é uma iniciativa que visa, através de um concurso de ideias e de planos de negócios, avaliar e premiar projetos desenvolvidos e apresentados por alunos, diplomados ou docentes destas instituições, ou outras pessoas, desde que integrem equipas constituídas por estudantes e/ou diplomados.

Este projeto é constituído por todas as instituições politécnicas do país, escolas superiores não integradas (Enfermagem de Coimbra, Hotelaria e Turismo do Estoril e Escola Náutica Infante D. Henrique) e escolas politécnicas das universidades.

O concurso tem uma componente regional e outra nacional. A nível regional, cada instituto politécnico promove um conjunto de iniciativas que culminam com a atribuição de prémios aos três melhores projetos apresentados. Os projetos vencedores em cada instituição são, posteriormente, submetidos ao concurso nacional.

poliempreende_14_edicao

A coordenação nacional do Poliempreende é rotativa, estando a 15ª edição do concurso a cargo do Instituto Politécnico de Portalegre. O Patrono o Comendador Rui Nabeiro.

O Poliempreende tem como objetivo máximo incutir e estimular o empreendedorismo, bem como proporcionar saídas profissionais de preferência através da criação do próprio emprego.

É um projeto concebido para promover a mudança de atitudes dos atores académicos nele participantes, induzindo-os a incorporar nas suas atividades regulares o desenvolvimento e a aplicação de métodos para a valorização do conhecimento gerado no sentido da assimilação do empreender. Paralelamente, contribui para o enriquecimento curricular dos seus participantes e está orientado para dar à sociedade e à economia um forte e sério contributo, através da constituição de empresas de cariz inovador e implantação regional, que possam ser levados à prática e, ainda, para o fomento do empreendedorismo nas regiões de influência das instituições de ensino politécnico e das PME criadas no âmbito do Poliempreende.

At https://www.facebook.com/Poliempreende/http://gee.ipportalegre.pt/

Gentes de Nisa coladas à incitação

Idalina 35242241_1708011419246591_6015525314967371776_o
Idalina Trindade, presidente da Câmara de Nisa, puxa cabelo a vereadora. Autarca (PS) fala em fantasia da opositora (CDU).

A vereadora da CDU da Câmara de Nisa, Maria de Fátima Dias, acusa a presidente da autarquia, Idalina Trindade (PS), de agressão e injúrias no final da reunião de câmara desta terça-feira, realizada na Biblioteca Municipal. Segundo a comunista, a edil ter-lhe-á puxado os cabelos.

“Apenas estávamos as duas no auditório da Biblioteca Municipal. A presidente achou que eu teria de sair rapidamente pois a reunião havia terminado. Respondi que sairia mal terminasse o que estava a fazer. Em questão de segundos, dirigiu-se a mim, fechou-me a tampa do computador com toda a força, agarrou-me o queixo usando a força e deu-me um puxão no cabelo, com violência”, relatou ao CM Maria de Fátima Dias, acrescentando que já apresentou queixa na GNR.

Por seu turno, a presidente Idalina Trindade nega os factos de que é acusada pela vereadora da CDU. “Fantasiou um alegado ataque físico, gritando no hall do auditório da Biblioteca Municipal onde se realizam as reuniões quinzenais, que havia sido agredida pela presidente da Câmara, atitude inusitada, facto construído pela senhora vereadora para atacar o caráter e a honorabilidade da presidente”, descreve Idalina Trindade.

A autarca acrescenta ainda que também apresentou queixa contra a vereadora junto do Ministério Público de Nisa, “por injúrias, difamação e falsas declarações”.

Ao que o CM apurou, a estrutura local da CDU vai também reunir brevemente para analisar a situação.

Ler mais em: https://www.cmjornal.pt/ / Foto: ptjornal

Artigo: “Aos vinte anos reina o desejo, aos trinta reina a razão, aos quarenta o juízo”

albert-camus-frases

“Envelhecer é o único meio de viver muito tempo.
A idade madura é aquela na qual ainda se é jovem, porém com muito mais esforço.
O que mais me atormenta em relação às tolices de minha juventude, não é havê-las cometido…é sim não poder voltar a cometê-las.
Envelhecer é passar da paixão para a compaixão.
Muitas pessoas não chegam aos oitenta porque perdem muito tempo tentando ficar nos quarenta.

Aos vinte anos reina o desejo, aos trinta reina a razão, aos quarenta o juízo.
O que não é belo aos vinte, forte aos trinta, rico aos quarenta, nem sábio aos cinquenta, nunca será nem belo, nem forte, nem rico, nem sábio…

Quando se passa dos sessenta, são poucas as coisas que nos parecem absurdas.
Os jovens pensam que os velhos são bobos; os velhos sabem que os jovens o são.
A maturidade do homem é voltar a encontrar a serenidade como aquela que se usufruía quando se era menino.
Nada passa mais depressa que os anos.

Quando era jovem dizia:
“verás quando tiver cinqüenta anos”.
Tenho cinqüenta anos e não estou vendo nada.
Nos olhos dos jovens arde a chama, nos olhos dos velhos brilha a luz.
A iniciativa da juventude vale tanto a experiência dos velhos.
Sempre há um menino em todos os homens.

A cada idade lhe cai bem uma conduta diferente.
Os jovens andam em grupo, os adultos em pares e os velhos andam sós.
Feliz é quem foi jovem em sua juventude e feliz é quem foi sábio em sua velhice.
Todos desejamos chegar à velhice e todos negamos que tenhamos chegado.
Não entendo isso dos anos: que, todavia, é bom vivê-los, mas não tê-los.”

Albert Camus

At https://www.contioutra.com/

Marco Oliveira é o novo Presidente da UGT no distrito de Portalegre

IMG_0521

O novo presidente da União Geral de Trabalhadores (UGT) no distrito de Portalegre, Marco Oliveira, foi eleito, por unanimidade, segunda-feira, 18 de Junho, na reunião de Conselho Geral da UGT de Portalegre.

IMG_0523

O novo presidente da União Geral de Trabalhadores (UGT) no distrito de Portalegre, Marco Oliveira, foi eleito, por unanimidade, segunda-feira, 18 de Junho, na reunião de Conselho Geral da UGT de Portalegre.

A eleição surgiu no seguimento do pedido de renúncia da anterior presidente, Fátima Alves, eleita em Novembro de 2017.

Com 45 anos, bancário, licenciado em Relações Internacionais, já com desempenho de Delegado Sindical na sua passagem por Lisboa, Marco Oliveira nasceu em Nisa, mas reside e trabalha actualmente em Elvas.

Marco Oliveira foi adjunto do último Governador Civil do Distrito de Portalegre, Jaime Estorninho.

At https://www.linhasdeelvas.pt/