Arquivo de etiquetas: Nisa

CDU também acusa a Presidente da Câmara

DECLARAÇÃO POLÍTICA – CONTRA A PREPOTÊNCIA E O DESPOTISMO!

A reunião da Câmara Municipal de Nisa decorrida hoje, dia 3 de dezembro, constitui o exemplo mais claro do despotismo e prepotência da Presidente da Câmara, Idalina Trindade, para com os funcionários municipais e Vereadores. A Presidente Idalina Trindade chegou ao cúmulo de impedir que a CDU concluísse a sua intervenção, desligando-lhe o microfone e saindo da sala, entrando pouco depois para dar a reunião por concluída.
Esqueceu-se a presidente da Câmara que não tinha ainda havido deliberação sobre o Ponto 3 RESUMO DIÁRIO DE TESOURARIA, nem sobre o último Ponto APROVAÇÃO DAS DELIBERAÇÕES EM MINUTA.
Sublinhemos que a Aprovação das Deliberações em Minuta é enquadrada pelo disposto no nº3 do Artº 57º da Lei nº 75/2013, de 12 de setembro, alterada pela Lei nº 50/2018 de 16 de agosto: “As deliberações dos órgãos só adquirem eficácia depois de aprovadas e assinadas as respetivas atas ou depois de assinadas as minutas, nos termos dos números anteriores”.
Perante a linguagem, procedimentos e atitudes provocadoras e desprovidas de ética, a CDU entregará ainda hoje, na Câmara Municipal de Nisa, um pedido da gravação áudio da reunião de hoje, dia 3 de dezembro de 2019 para, a partir daqui, tomar as diligências necessárias.
Segue-se uma DECLARAÇÃO POLÍTICA da CDU de denúncia dos atos da Presidente da Câmara, Idalina Trindade, que em nada dignificam o Poder Local neste Estado de Direito Democrático, e que a CDU foi impedida de apresentar da reunião do órgão executivo.

FB_IMG_1575542281294

‘A Portuguesa’, foguetes e discursos inflamados. Como foi a campanha em 1911?

constituint1911_s_inaug1

Com bandas filarmónicas, foguetes e discursos inflamados: a primeira campanha eleitoral da República decorreu em 1911 mas já tinha muitas das características das atuais.

No dia 22 de maio de 1911, a localidade de Nisa, no Alentejo, recebeu um comício do Partido Republicano.

As eleições – as primeiras eleições legislativas da República – realizar-se-iam daí a menos de uma semana e Balthazar Teixeira, o deputado proclamado por aquele círculo, foi falar com a população sobre a importância do ato eleitoral. As personalidades locais esperavam-no à entrada da povoação e seguiram todos juntos em cortejo, pela rua, acompanhados pela filarmónica que tocava o hino da Maria da Fonte, como contava o Diário de Notícias do dia seguinte. “Chegados ao município, cujas janelas ostentavam riquíssimas colchas e em uma das quais estava arvorada a bandeira nacional, foram levantadas muitas vivas à República.” Seguiram-se os discursos. (…)

At https://www.dn.pt/

Opinião: “Discursos políticos”

Joaquim Costa 58379999_784290528610838_5721773925860376576_nEstou a pensar nos discursos dos políticos que vamos ouvindo e vendo todos os dias nos vários órgãos de comunicação. Sou um velho militante do PS, mas este meu desabafo não tem nada a ver com a força politica que sempre defendi desde o 25 de Abril, pois nunca vivi da politica, embora tenha desempenhado alguns cargos ligados a câmaras como todos aqueles que me conhecem sabem. É com alguma tristeza que causa o discurso de alguns políticos, isto é, mais bem dito, oportunistas, que revelam, pela sua expressão física, pelo tom de vós agressivo, que revelam a raiva que lhes vai na mente. Notasse muito bem quando a pessoa fala e expressa o que lhe vai na mente e que luta pelo bem comum, ou quando fala cheio de raiva, com ataques agressivos aos seus opositores, atacando com mentiras, com argumentos sem sentido, ofendendo aqueles que falam verdades de factos verdadeiros. Rui Rio parece que esta num circo, fala de coisas sem sentido, sempre com ar cínico e agressivo, talvez porque sabe que vai perder, o que mostra que não tem condições para o cargo de primeiro ministro, depois temos senhora do CDS, que causa pena e nojo, só agressões, conversa sem senti do que revela desconhecimento, basta ver o que fez quando ministra da agricultura, só plantou eucaliptos, depois temos os outros partidos com assento na AR às vezes um pouco azedo mas dentro do aceitável, depois temos os novos partidos que, pelo menos alguns não vale apenas comentar, todos sabemos o que procuram. Finalmente temos o Homem com provas dadas que se chama António Costa, pessoa que já mostrou as suas capacidades em varias missões que desempenhou, pessoa para quem a honra, a dignidade contam cuja intenção é trabalhar para melhorar a vida de todos os portugueses, cuja a acusação que lhe fazem é que sabe unir as pessoas, mas isto revela uma das suas capacidades, não é um defeito é uma virtude. Por tudo isto, se queremos um Portugal melhor temos de votar PS.

Joaquim Costa

Ex-presidente da Concelhia de Nisa do PS

At https://www.facebook.com/

Em Nisa, as reuniões com todos só vão até metade?

Camara Nisa 6fc2bb70aafbba4de37b3e59b52890fb_L

“O Período de Antes da Ordem do Dia – Informação dos Eleitos – que, por imposição da maioria PS passou para o final da Reunião de Câmara e, repetidamente, sem a presença da Presidente da Câmara, pois abandona a sala da reunião quando os eleitos da CDU iniciam as suas intervenções.” – Concelhia de Nisa da CDU

At https://www.facebook.com/

Mandatária da Juventude da CDU às legislativas é de Nisa

adriana-bugalho-mandataria-juventude-cdu-site

A candidatura da CDU às eleições legislativas anunciou a sua mandatária da Juventude pelo círculo eleitoral de Portalegre.

A candidatura da CDU às eleições legislativas anunciou a sua mandatária da Juventude pelo círculo eleitoral de Portalegre.
Trata-se de Adriana Bugalho, que nasceu em 1994 e é natural de Tolosa, freguesia do concelho de Nisa.
Adriana Bugalho frequentou a Escola Básica e Secundária Professor Mendes dos Remédios do 5º ao 12º ano, tendo sido vice-presidente da Associação de Estudantes na mesma.
Em 2012 iniciou o seu percurso académico, tendo concluído, em 2015, a licenciatura em Psicologia na Universidade de Évora.
No ano de 2018 concluiu o mestrado em Psicologia da Educação pela mesma universidade.
Terminou, recentemente, o seu estágio profissional em Psicologia num Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental (CAFAP) e colabora com o Centro de Investigação em Educação e Psicologia (CIEP) da Universidade de Évora, nomeadamente em temáticas como o envelhecimento, os direitos e a qualidade de vida.
Actualmente faz parte da Assembleia Municipal de Nisa, eleita pela CDU em 2017, e é membro da Juventude Comunista Portuguesa e do Partido Comunista Português.

At https://www.linhasdeelvas.pt/