Arquivo de etiquetas: História

Opinião: “Nisa”

Nisa assédio 41968644_10213953707970908_6028581513036038144_n

Em pleno séc XXI, depois de tanta luta pela liberdade (principalmente a de expressão) levada a cabo por todos aqueles que acreditam na democracia, nem sei como comentar estas situações e outras que ultimamente têm manchado o bom nome da nossa terra nos órgãos de comunicação social de todo o país.

Tentando ser imparcial, acho que urge o apuramento das verdades para voltar a colocar Nisa nas luzes da ribalta pelas suas inúmeras qualidades e não por episódios rocambolescos que em nada dignificam as gentes e a história desta nobre vila.

Que resposta dar quando, estando nós a viver fora da Nisa do nosso coração, nos dizem: “Chega aqui e vê o jornal. E andas tu sempre a gabar a tua terra!”.
Ficas triste. Muito triste 

Triste porque sabes que a nossa gente não é assim. Triste porque falas da beleza da terra, das gentes e dos seu costumes, porque apesar de haver mau e bom, há mais bom que mau. Mas o povo já não acredita. Ou acredita pouco.

E sim, Nisa está muito bonita, mas está vazia. Vazia dos filhos da terra que tiveram de sair para trabalhar, vazia de trabalho para fixar os que ainda restam e os que anseiam voltar, vazia de desenvolvimento.

E Nisa tem tanto potencial!
Temos cultura, temos artesanato único, temos gastronomia regional cuidada, temos história, temos turismo, temos natureza, temos gente de valor e com valores. 

O que parece que não temos? Vontade de voltar a pôr Nisa na linha da frente, de desenvolver tudo o que traga gente para a terra, vontade de não deixar morrer o que nos diferencia dos demais. Visto de fora é o que parece… 

Acabemos com as lutas de poder por parte de quem pensa que tem o poder…
Nisa merece mais. Nisa merece voltar a ser falada pelo que tem de bom e não pelo que de mal fazem pessoas individuais em busca de protagonismo e de trampolins para voos para os quais, decerto não terão asas…

Anúncios

Opinião: “O Pisão”

João Nisa 40597844_1999672026721483_5628489727272288256_nCar@s amig@s, sobretudo @s não alentejan@s: como já puderam constatar ostento um crachá (infelizmente) vermelho no canto inferior direito da minha foto de perfil. Mas o que é e onde é o Pisão?

A aldeia de Pisão (de onde era natural a minha avó paterna) pertence ao concelho do Crato (50 % das minhas costelas vêm daí…) e localiza-se entre esta sede de concelho e Portalegre. Desde o Estado Novo (final da década de 50) que se fizeram estudos de viabilidade que apontavam para a necessidade de aí edificar uma barragem, devido à escassez de água que a região já apresentava, de modo a melhorar a produtividade dos campos do Norte Alentejo. Com o passar do tempo já foram lançadas mais de 500 primeiras pedras que, provavelmente, davam para construir o paredão da dita barragem. Mas até hoje nada. Sucessivos governos, à direita ou à esquerda, falharam na prossecução deste desígnio. Os autarcas da região foram deseperando, sozinhos e sem apoio do restante Alentejo (já ele muito assimétrico…) e ignorados pelo poder central.

Hoje já se percebeu que a barragem terá, acima de tudo, a importante tarefa de servir como reserva de água, numa altura em que as alterações climáticas tornam o território cada vez mais árido e as barragens existentes (sobretudo Póvoa e Meadas e Caia) apresentam problemas estruturais e não conseguem suprir as necessidades da população.

Não é uma questão de progresso mas sim de sobrevivência, de uma região e de um povo. São necessários perto de 100 milhões de euros, sensivelmente o mesmo que custa fazer 5 ou 10 km de uma qualquer autoestrada no litoral onde passam 10 carros por dia. Basta existir vontade para que se insira essa verba no Orçamento de Estado.

Este movimento não é um movimento político, mas sim uma manifestação de cidadania. Eu não usufruo de transportes públicos (aqui não há disso…) mas os meus impostos custeam passes sociais nas grandes cidades. A isto chama-se solidariedade! Peço a todos que se associem a este movimento e nos ajudem a fazer chegar a mensagem junto de quem decide! 

#pisãoporumaregião

João Nisa

At https://www.facebook.com/

Opinião: “S. L. Benfica e as culpas”

Tiago 22140764_1445678002135536_7370517214857360244_nApós a breve leitura das capas de alguns jornais que tenho a coragem de NÃO comprar, acho que deviam ser todos presos. Os APITOS, OS CASHBALLS, AS TOUPEIRAS, OS MARQUESES, OS SALGADOS e todos os OUTROS grandes larápios da sociedade.

Mas como isto é um sítio sem rei nem roque e os jornaleiros do nosso cantinho á beira mar plantado não valem a ponta de um chavo, isto não passa de “estórias”. Quanto ao meu SLBENFICA aceitava já as culpas de tudo, pedia os 3 anos de suspensão de todas as competições e aguardava serenamente o tempo passar. Após o término da dita coisa já havia gente na miséria, outros EXTINTOS, outros com fome, a liga provavelmente já teria acabado e a federação com a consequentemente descida no ranking da FIFA (máfia) e da U€FA deixava de ser poleiro para os oliveiras,os pintos, os Sousas e as put@s que os deitaram ao mundo. 

Depois com calma começava tudo do início, com toda a certeza nessa altura reparavam quem realmente sustenta o futebol nacional, as agremiações de pequena e média dimensão, bem como a forma como o bem estar social se define no dia a dia(somos mais de 60% da população residente). Dito isto e sem menosprezar os mais pequenos que nós ( ou seja todo o resto) vão todos encher-se de moscas, porque quando houver alguém com eles no sitio a brincadeira acaba. Slbenfica tens tudo só não tens comparação… Maior que nós nem a vossa inveja… O Maior de Portugal desde 1904.

Tiago Neto

At https://www.facebook.com/

Gentes de Nisa coladas à incitação

Idalina 35242241_1708011419246591_6015525314967371776_o
Idalina Trindade, presidente da Câmara de Nisa, puxa cabelo a vereadora. Autarca (PS) fala em fantasia da opositora (CDU).

A vereadora da CDU da Câmara de Nisa, Maria de Fátima Dias, acusa a presidente da autarquia, Idalina Trindade (PS), de agressão e injúrias no final da reunião de câmara desta terça-feira, realizada na Biblioteca Municipal. Segundo a comunista, a edil ter-lhe-á puxado os cabelos.

“Apenas estávamos as duas no auditório da Biblioteca Municipal. A presidente achou que eu teria de sair rapidamente pois a reunião havia terminado. Respondi que sairia mal terminasse o que estava a fazer. Em questão de segundos, dirigiu-se a mim, fechou-me a tampa do computador com toda a força, agarrou-me o queixo usando a força e deu-me um puxão no cabelo, com violência”, relatou ao CM Maria de Fátima Dias, acrescentando que já apresentou queixa na GNR.

Por seu turno, a presidente Idalina Trindade nega os factos de que é acusada pela vereadora da CDU. “Fantasiou um alegado ataque físico, gritando no hall do auditório da Biblioteca Municipal onde se realizam as reuniões quinzenais, que havia sido agredida pela presidente da Câmara, atitude inusitada, facto construído pela senhora vereadora para atacar o caráter e a honorabilidade da presidente”, descreve Idalina Trindade.

A autarca acrescenta ainda que também apresentou queixa contra a vereadora junto do Ministério Público de Nisa, “por injúrias, difamação e falsas declarações”.

Ao que o CM apurou, a estrutura local da CDU vai também reunir brevemente para analisar a situação.

Ler mais em: https://www.cmjornal.pt/ / Foto: ptjornal

Opinião: “A Tourada de Marilyn Monroe”

Marilyn 39594077_10212585757539308_7392558316158713856_n

Marilyn 39799640_10212585757659311_1664849905136435200_n

Marilyn 39775417_10212585758139323_520195533969555456_n

Sempre gostei de touradas, sou um aficionado, no que estou muito bem acompanhado por bons amigos, como o Elisio ou o João e muitos outros. O encontro do homem com o touro bravo (não confundir com bois…) no redondel da praça é hoje a encenação simbólica da milenar luta pelo controlo da clareira da floresta entre os dois únicos bichos que disputavam esse controlo. É o espectáculo simbólico de um confronto de milénios entre a inteligência e a força bruta. Este confronto, aliás, produziu e modelou muito do que é a substância do conceito de estratégia “em português”, num afrontamento do fraco ao forte em que o fraco ou ganha ou morre… E não morreu! Mas isto são especulações conceptuais para desenvolver num outro quadro. Neste post, o que está em causa é a beleza (não a força e a sabedoria…) da “tourada” na versão da Marilyn Monroe. Aprecie-se, então, a arte de Marilyn…

At Facebook / José Mateus

Câmara Municipal de Nisa não vai participar no 2.º Congresso AMALENTEJO

AMALENTEJO_-1

PROGRAMA-page-001

PROGRAMA-page-002

265 Congressistas são esperados este fim-de-semana em Castelo de Vide no 2º Congresso AMAlentejo/Semeando Novos Rumos

É já este fim-de-semana, no Cine-Teatro Mouzinho da Silveira, em Castelo de Vide, que irá decorrer o 2º Congresso AMAlentejo, com o lema “AGIR NO PRESENTE/PLANEANDO O
FUTURO”.

“Alentejo: Poder Local e Descentralização”, “Desenvolvimento Económico, Social e Cultural – Projetos Estruturantes para o Alentejo – Portugal 2020 e Portugal 2030” e “A Palavra aos Partidos, pelo Alentejo” são os painéis que irão compor estes dois dias de debate em prol do Alentejo.

A sessão de abertura, marcada para as 10h30, contará com a palavra de António Pita, Presidente da Câmara Municipal de Castelo de Vide, João Proença, Presidente da Direção da Casa do Alentejo que estará em representação da Comissão Organizadora deste 2º Congresso, e Pedro Soares, Presidente da Comissão Parlamentar de Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Habitação, em representação de Sua Excelência o Presidente da Assembleia da República.

Ao longo do dia 30 de junho serão várias as personalidades de reconhecido mérito que farão a introdução do 1º e 2º Painéis, estando assegurado o espaço para a intervenção dos congressistas que manifestaram, previamente, essa intenção, sendo posteriormente aberto o debate.

O dia 1 de julho será reservado às intervenções dos Partidos Políticos com assento na Assembleia da República, estando confirmados, até ao fecho do presente programa em anexo, os seguintes representantes: Telma Saião pelo Partido Ecologista “Os Verdes”, António Batista pelo CDS – Partido Popular, José Carita Monteiro pelo Bloco de Esquerda, João Dias Coelho pelo Partido Comunista Português e António Costa da Silva pelo Partido Social Democrata.

A sessão de encerramento do 2º Congresso AMAlentejo está prevista para as 12h30 do dia 1 de julho, com os discursos de António Pita, Presidente da Câmara Municipal de Castelo de Vide, e Ceia da Silva, Presidente da Turismo do Alentejo (ERT), que estará em representação da Comissão Organizadora deste 2º Congresso.

At http://www.amalentejo.pt/

 

Refugiados são recebidos condignamente em Portalegre

Bile 36276650_1802693536474142_1474672992402276352_n

Os refugiados acolhidos na cidade de Portalegre vão poder frequentar gratuitamente os equipamentos culturais, bem como as piscinas municipais.

A decisão foi aprovada na última reunião do elenco camarário e resulta de uma proposta apresentada pela Cáritas Diocesana de Portalegre.

Em declarações a esta estação emissora o presidente da Cáritas de Portalegre, Elicidio Bilé referiu que o objetivo é o de assegurar “uma rápida integração” dessas pessoas na comunidade e “dar a conhecer a história” da cidade que os acolheu. Elicidio Bilé adiantou que atualmente estão a viver em Portalegre, em casas da Segurança Social, mais de duas dezenas de refugiados, entre adultos e crianças, oriundos de países africanos e do Médio Oriente.

A Câmara de Portalegre aprovou também, que a partir de agora, os jovens que completam 18 anos de idade, este ano, têm acesso gratuito aos Museus do concelho. Aos jovens, nascidos no ano 2000, basta apresentarem o Cartão do Cidadão e têm a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a cultura que os rodeia. Promover aproximação dos cidadãos à Cultura e da Cultura aos cidadãos é o objetivo da iniciativa.

At http://www.radioportalegre.pt/