Artigo de opinião: “Um ano depois….Doçura ou travessura?”

1 os elitos na camara[3]1 Eleitos Assembleia[3]

Sobre a apresentação pública – “Um ano depois” agendada para o próximo dia 31, coincidente ou não com a noite de Halloweeen – trick or treat, traduzido doçura ou travessura, permitam-me elencar algumas considerações:

  • Desconhecemos até à data a estratégia, visão, sentido e desafios deste Executivo;
  • Parece que uma gestão orientada tendo como pilar sustentável a participação da população terá de ser tida sempre em conta, e aflige-me pensar que assim não tem sido. Aliás, parece que voltamos à Idade Média no que à sobreposição de poderes implica… onde a população não é tida nem achada em nenhuma decisão.
  • Ao que parece multiplicam –se processos em tribunal num município em pura gestão formal de intrigas e perseguições, que na maioria das vezes não conduz a nada de positivo para os habitantes, que deviam ser a sua principal preocupação.
  • Falta-nos um planeamento onde se consiga satisfazer as necessidades de curto prazo sem comprometer o futuro, mas sobretudo criar um ambiente propício à criação de capacidades; à inovação; que saiba integrar diversas escalas e sectores; que valorize a identidade local; que seja capaz de dialogar, conciliar objetivos e perspetivas, enfim comunicar…que parece que é uma palavra em desuso por estas bandas;
  • Sendo desta forma em quase todas áreas, torna-se mais aflitivo na área Turística e Cultural, em que não existe um Planeamento Estratégico e de Desenvolvimento, sendo este um factor-chave nos tempos que correm. Que passado um ano se propicie a continuação de uma direcção arbitrária em relação aos critérios de apoio de um ou outro projeto em detrimento de outros é inaceitável. Talvez mesmo irresponsável.
  • Já vai ficando gasta a desculpa da herança do anterior mandato, já que não se podem dissociar de executivos anteriores ainda que no papel de vereação…;

Feitas as considerações, fica a deixa: Está aberta à época de caça às bruxas…ou talvez não.

Bom Halloween.

NC

Anúncios

Comité das Regiões atribui prémio europeu a região ou município mais empreendedor

lisboa

O Comité das Regiões volta a lançar o prémio Região Empreendedora Europeia que irá premiar a região ou município mais empreendedores do velho continente.

As candidaturas estão abertas até ao dia 16 de março de 2015 e podem candidatar-se “qualquer região ou município da UE, independentemente da sua dimensão ou nível económico, que tenha uma estratégia empresarial de excelência e orientada para o futuro”. As estratégias ou projetos mais bem-sucedidos, visionários e promissores serão recompensados e acompanhados ao longo dos próximos dois anos.

Na edição deste ano do prémio, Lisboa foi distinguida – juntamente com a Irlanda do Norte (Reino Unido) e Região Valenciana (Espanha) – pela estratégia desenvolvida para fomentar o empreendedorismo e executar políticas europeias fundamentais como a chamada Lei das Pequenas Empresas (Small Business Act) e a Estratégia Europa 2020 para o crescimento e o emprego. No caso de Lisboa, com a criação de uma rede de incubadoras permitiu gerar 260 novas empresas, “muitas delas na área da inovação”, e cerca de 30% das quais de capital estrangeiro, para sustentar que é possível passar das palavras aos actos e “reagir positivamente nesta época de crise” (António Costa).

At http://www.dinheirovivo.pt/Emprego/Conselhos/interior.aspx?content_id=4193309

Artigo de opinião: “Orientar o Alentejo”

Alentejo

“O Alentejo, a calma, tudo…
Já vos tinha dito que o Alentejo é enorme? Mas não apenas enorme pelas gentes. Pela cultura. Pela paisagem. Pelas artes. Por tantas coisas mais. Enorme em território. Em terra. Ocupamos quase metade do país. Dum lado ao outro, literalmente. Temos campo e temos mar. Temos serras e temos planícies. Temos o verde e o amarelo. Temos o azul e todas as cores. Daí achar que no meio do tanto que temos, quase nos perdemos. Mas, por ora, vou dizer que nos confundimos. Somos das melhores regiões e aquela que os estrangeiros cada vez mais procuram. Somos o contraponto aos néons das grandes cidades. Somos o refúgio e o aconchego. Estamos no Alentejo. Qual Alentejo? Dir-me-ão que o Alentejo é tudo isto. Eu digo que o Alentejo é muito mais. E por esse muito, mais importa valorizá-lo. Diferenciá-lo. Apostar que o que nos distingue é tão ou mais importante que o que nos une. São muitos Alentejos. Começamos numa ponta e acabamos noutra. De carro, barco, comboio, de balão, bicicleta ou de avião. E a pé. Levamos um bocadinho de tudo. De facto, ao entramos no Alentejo temos de mudar de ritmo. De visor. Prepararmo-nos para descobrir tudo. E ficarmos. E termos tempo. E, por que não, sermos felizes. Querer promover o Alentejo como um todo, deixa um pouco a desejar. É assim como as estações do ano…Por este andar bem me espanta que, chegado o fim do Outono, possa de novo, em breve, ser…Outono outra vez. Li que o Alentejo acalma tudo. Para mim o Alentejo é calma. E, por hoje, é tudo.”

Andreia Costa

(reflexão relativamente à minha preocupação sobre a promoção do Norte Alentejano num contexto nacional, numa altura em que se encontra disponível para Consulta Pública a Versão Preliminar da Estratégia de Desenvolvimento Territorial do Alto Alentejo 2014-2020 até ao próximo dia 31 de Outubro de 2014)

Marco Oliveira passa para o Executivo Distrital PS

Foto de 2009
Foto de 2009

Ao lado de outros nomes como Ceia da Silva (Presidente da Região de Turismo do Alentejo), Nuno Mocinha (Presidente da Câmara de Elvas) ou Jaime Estorninho (ex Governador Civil de Portalegre), Marco Oliveira foi eleito sexta-feira membro do Secretariado da Federação Distrital de Portalegre do PS para este novo mandato. O Comendador Rui Nabeiro foi eleito Presidente Honorário da Federação (at http://www.radioportalegre.pt/).

Passado praticamente um ano, a Concelhia de Nisa do PS ainda continua a aguardar candidaturas a Presidente da Comissão Política, após Marco Oliveira ter cumprido todos os quatro mandatos previstos nos Estatutos em Dezembro de 2013 e após a vitória do PS nas autárquicas.

At http://psnisa.blogspot.pt/

Alto Alentejo em discussão pública até final de Outubro

cimaa

A Estratégia de Desenvolvimento Territorial do Alto Alentejo 2014-2020 pretende estabelecer o quadro de intervenção estratégica e de programação do investimento no seu espaço territorial de intervenção, dando assim um importante impulso ao processo de preparaçãode um novo ciclo de programação de Fundos Europeus Estruturais e de Investimento (FEEI).

Encontra-se disponível para Consulta Pública a Versão Preliminar da Estratégia de Desenvolvimento Territorial do Alto Alentejo 2014-2020 até ao próximo dia 31 de Outubro de 2014:

http://www.cimaa.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=693&catid=105

Comentário ou contributos através do e-mail planeamento@cimaa.pt

Baja Portalegre 500 já não integra a Taça do Mundo de Bajas FIM, mas afinal passa em Nisa

Andre Branquinho

“Por várias razões a 28.ª Baja de Portalegre não integra a Taça do Mundo de Bajas FIM, mas continua como a grande referência do Campeonato Nacional, assim como do calendário Internacional. Para além de estar inserida na Taça do Mundo FIA de Ralis Todo o Terreno e no Campeonato de Portugal da FPAK, é ainda pontuável para o Desafio Total Mazda 2014.”

Por outro lado, e após o concelho de Nisa ter ficado de fora do percurso inicial por ‘dificuldades de comunicação institucionais’, vai afinal receber a Baja na zona espectáculo habitual junto ao Fratel.

LV

João Pinto, de Alpalhão, preside à Comissão Política Regional de Portalegre da JSD

Joao Pinto

“Eleito a 1 de Junho de 2013 como presidente da Comissão Política Regional de Portalegre da JSD,  João Nabais Pinto, sob a moção “A tua Missão começa aqui!”, ‘transmitiu na altura’ ambicionar liderar o debate político distrital, focando-se principalmente em questões como o desemprego jovem, o despovoamento, a educação para a cidadania e o ambiente.

Para tal, ‘estabeleceu’ pretender organizar debates/conferências entre empresários e responsáveis políticos (os quais têm andado de costas voltadas, no entender dos jovens), desenvolver fortes ligações com a administração pública intermunicipal e dar formação ética e política, contando neste último aspecto com o apoio fundamental do Gabinete de Formação Nacional da JSD.”

Membro efectivo e suplente da Assembleia Municipal de Nisa eleito pelo PSD.

At http://www.portalalentejano.com/jsd-renasce-no-distrito-de-portalegre/

Nisa tem um novo pároco!

Paroco

“No passado dia 5 de Outubro, durante a celebração comunitária do Dia do Senhor, tomou posse como Pároco o Sr. Padre Joaquim Martins Valente que vem desempenhar as mesmas funções paroquiais do seu antecessor, o Sr. Padre Sebastião Joseph.

Os Senhores Padres Jacinto e Joaquim Valente são a partir de hoje os Párocos “in solidum” das paróquias de Espírito Santo de Nisa, Nossa Senhora da Graça de Nisa, São Matias do Cacheiro, São Simão do Pé da Serra, Santa Ana de Santana, Nossa Senhora da Graça de Montalvão, Santiago Maior de Amieira do Tejo e Nossa Senhora da Graça de Arez.”