Arquivo de etiquetas: Cultura

As aves raras de Nisa

estorninhos2

Entre o vale do rio Tejo e a Serra de São Mamede situa-se uma zona de planície dominada por giestas e alguns carvalhais. Do ponto de vista avifaunístico, esta zona é uma das mais ricas de todo o Alentejo e merece bem uma visita, pois aqui ocorrem algumas espécies interessantes.

Aves aquáticas:
corvo-marinho-de-faces-brancas, borrelho-pequeno-de-coleira

Grandes aves terrestres:
codorniz, garça-boieira, cegonha-branca, peneireiro-vulgar, alcaravão, tarambola-dourada, abibecuco-rabilongo, andorinhão-pálido, abelharuco, poupa

Passeriformes:
cotovia-montesina, cotovia-arbórea, alvéola-cinzenta, cartaxo-comum, melro-azul, tordoveiarouxinol-bravo, fuinha-dos-juncos, felosa-do-mato, toutinegra-tomilheira, trepadeira-azul, picanço-real, gaio, pega-rabuda, gralha-de-nuca-cinzenta, gralha-preta, estorninho-preto, pardal-espanhol, trigueirão

Raridades:
marabu, grifo de Rüppell

At http://www.avesdeportugal.info/sitnisa.html

Anúncios

DESAFIO “NISA EM IMAGENS”

portas_janelas

1.º Lugar – Imagem vencedora do desafio de Outubro 2014 – «PORTAS e JANELAS» | Janela enfeitada para procissão – Centro Histórico | André Beato | Foto n.º 1

Grupo e fotos disponíveis em https://www.facebook.com/groups/1473552076213891/?fref=ts

CÂMARA DE ELVAS ATRIBUIU 800 MIL EUROS A ASSOCIAÇÕES EM 2014

reuniao_associacoes_1

“A Câmara Municipal de Elvas, ao início da noite de terça-feira dia 9, reuniu com as coletividades do concelho, no Auditório São Mateus. Mais de uma centena de pessoas esteve presente, representativas das áreas social, desportiva, empresarial, recreativa e cultural.

O volume de apoios financeiros a mais de uma centena de associações do concelho encontra-se “estabilizado nos últimos anos”, tendo variado “entre 750 mil e um milhão de euros”, segundo Nuno Mocinha, e este ano deve atingir os 800 mil euros.”

At http://www.radioelvas.com/index.php?option=com_content&view=article&id=21501:camara-de-elvas-atribuiu-800-mil-euros-a-associacoes-em-2014&catid=1:regional&Itemid=25

Cante alentejano já é da Humanidade

9520433_KhQo4

O cante alentejano já é da Humanidade. A decisão foi tomada esta quinta-feira de manhã, em Paris, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

A candidatura do cante alentejano a Património Cultural Imaterial da Humanidade deu formalmente entrada a 28 de março de 2013 no comité internacional da UNESCO. Há três semanas foi considerada “exemplar” pelo comité de avaliação e as expectativas eram altas.

Há exatamente três anos, a 27 de novembro de 2011, Portugal celebrou a eleição do fado como Património Imaterial da Humanidade.

At http://observador.pt/2014/11/27/unesco-elege-cante-alentejano-como-patrimonio-imaterial-da-humanidade/

Primeiro grupo de cante alentejano do Alto Alentejo estreia-se a 19 de dezembro

At http://www.orfeaodeportalegre.com/index.php?option=com_content&view=article&id=73:nova-lista-do-elenco-directivo&catid=36:noticias&Itemid=58

“Los Romeros”, de Sousel, este Sábado, com jantar, na Tapada das Safras

1 alpalhão los romeros

Los Romeros é um grupo musical constituído pelo Alberto Pereira (17 anos), pelo Jorge Piedade (22 anos) e pela Paula Carapeta (17 anos). Vêm de Sousel e têm um estilo musical variado, essencialmente rumba e flamenquito. Apostaram no “Rising Star – A Próxima Estrela” (TVI) para crescerem a nível pessoal e profissional e, o mais importante, chegar ao público. Los Romeros querem que as pessoas se divirtam com eles. CURIOSIDADE: O grupo Los Romeros existe há 1 ano.

Exposição de fotografia e objectos do quotidiano medieval, a partir deste 15 de Novembro, em Amieira

expo_guildas aureas_cartaz A3_3[2] (2)

Esta “exposição de fotografia e objectos do quotidiano medieval – 5 anos a viver a História”, a decorrer no Castelo de Amieira do Tejo, mostra um pouco da actividade da associação “Guildas Aureas”, enquanto divulgadores da História Medieval, numa perspectiva de Recriação Histórica com rigor e vocacionada para a divulgação dessa época.

O programa para este Sábado, dia 15, a partir das 17 horas, será de música medieval cantada por “Origo Ensemble”, prova de sabores medievais e a abertura da exposição propriamente dita.