Refugiados são recebidos condignamente em Portalegre

Bile 36276650_1802693536474142_1474672992402276352_n

Os refugiados acolhidos na cidade de Portalegre vão poder frequentar gratuitamente os equipamentos culturais, bem como as piscinas municipais.

A decisão foi aprovada na última reunião do elenco camarário e resulta de uma proposta apresentada pela Cáritas Diocesana de Portalegre.

Em declarações a esta estação emissora o presidente da Cáritas de Portalegre, Elicidio Bilé referiu que o objetivo é o de assegurar “uma rápida integração” dessas pessoas na comunidade e “dar a conhecer a história” da cidade que os acolheu. Elicidio Bilé adiantou que atualmente estão a viver em Portalegre, em casas da Segurança Social, mais de duas dezenas de refugiados, entre adultos e crianças, oriundos de países africanos e do Médio Oriente.

A Câmara de Portalegre aprovou também, que a partir de agora, os jovens que completam 18 anos de idade, este ano, têm acesso gratuito aos Museus do concelho. Aos jovens, nascidos no ano 2000, basta apresentarem o Cartão do Cidadão e têm a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a cultura que os rodeia. Promover aproximação dos cidadãos à Cultura e da Cultura aos cidadãos é o objetivo da iniciativa.

At http://www.radioportalegre.pt/

Lisboa está a desviar voos para o Aeroporto de Beja

Aeroporto Beja 5848_big

A Ana Aeroportos de Portugal está a desviar voos de Lisboa para o Aeroporto de Beja, a notícia foi confirmada à Planície por José Soeiro do AMAlentejo, que sublinhou que esta é a resposta imediata para o caos que está instalado nos Aeroportos de Lisboa e de Faro e a necessidade e urgência de assumir a modernização da ferrovia e a conclusão do IP8, que viabilizam a estrutura aeroportuária do Baixo Alentejo como um imperativo estratégico para o País.

Para o AMAlentejo o Programa Nacional de Políticas de Ordenamento do Território, em revisão, está de costas voltadas para o Alentejo.

José Soeiro acrescenta ainda que o governo pode poupar milhares de euros em vez de gastar centenas de milhões de euros num novo Aeroporto, na Base Aérea do Montijo, em vez de modernizar a rede ferroviária do Alentejo e concluir obras estratégicas como o IP8, onde estão já investidos vários milhões de euros. O mesmo responsável destacou ainda que Beja não quer substituir nenhum aeroporto de Lisboa, mas ser um pólo de desenvolvimento e uma alternativa para o sul do País.

At http://www.radioplanicie.com/

General Rovisco Duarte propõe exonerados a Generais

roviscoduarte_azeredolopes1092b36a

Dois dos cinco coronéis exonerados temporariamente pelo chefe do Estado-Maior do Exército (CEME) na sequência do assalto a Tancos foram escolhidos para integrarem o próximo curso de promoção a oficial general. Trata-se de Paulo de Almeida, que lidera o Regimento de Engenharia n.º1 (em Tancos) e Ferreira Duarte, responsável pelo Regimento de Infantaria 15 (em Tomar), soube o PÚBLICO. O despacho a propor o nome dos alunos para aquele curso  (cerca de uma dezena) já foi assinado pelo general Rovisco Duarte.

O CEME, general Rovisco Duarte, anunciara no Telejornal da RTP, no dia 1 de Julho, a exoneração dos responsáveis pelas cinco unidades que forneciam efectivos para as rondas aos paióis de Tancos que foram assaltados. O anúncio apanhou de surpresa vários oficiais superiores, causou uma onda de revolta e levou mesmo à demissão dos generais José Calçada, comandante do Pessoal, e Faria Menezes, comandante operacional das Forças Terrestres, que discordaram daquela atitude.

“Não quero que haja entraves às averiguações”, justificou na altura Rovisco Duarte, acrescentando que decidiu exonerar estes comandantes “por uma questão de clareza e para não interferirem com o processo de averiguações até se esclarecer”.

Os que discordaram da suspensão argumentaram que se tratava de uma decisão inédita na hierarquia militar e que, a haver punição pública, devia começar pelo número um, o chefe do Exército.

Os oficiais exonerados voltariam às mesmas funções 15 dias depois e sem que oficialmente tivesse ficado registado uma suspensão no currículo, figura que nem sequer existe no estatuto militar. Segundo soube o PÚBLICO, Rovisco Duarte ainda perguntou a cada um deles se quereria ir para outra unidade, mas os cinco optaram por regressar às funções que tinham.

Escolha depende do chefe

O curso de promoção a oficial general começa no final do ano e é ministrado pelo Instituto de Altos Estudos Militares a oficiais dos três ramos, que são escolhidos pelo conselho superior de cada um deles. A lista é depois submetida a Conselho de Chefes (onde têm assento os três chefes de Estado-Maior e o chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas).

Os critérios para a escolha dos oficiais que devem ir a generais são complexos. Tudo depende da avaliação de cada um mas tem também em consideração outros factores como, em alguns casos, a arma ou o serviço de origem. É que, por exemplo, o general que é escolhido para a Direcção de Infra-Estruturas do Exército deve ser oriundo de Engenharia.

A conclusão deste curso é condição essencial para um coronel ser promovido a general, o que só sucede através de despacho do ministro da Defesa e das Finanças (que autoriza as verbas necessárias).

O PÚBLICO contactou o Exército na terça-feira para saber quais os critérios em concreto que estiveram na base das escolhas e também quantos são os generais actualmente em falta no ramo, mas não obteve respostas até ao fecho desta edição. Não foi possível também chegar à fala com os dois coronéis.

Os outros três oficiais exonerados temporariamente a 1 de Julho foram Hilário Peixeiro, de Engenharia, Teixeira Correia, da Brigada de Reação Rápida, e Amorim Ribeiro, da Unidade de Apoio Geral de Material do Exército.

At https://www.publico.pt/

O Município de Tomar tem rio, e desporto e mundial de wakeboard

Wakeboard Screen-Shot-2018-06-18-at-6.57.03-AM

A Wakeboard Portugal, estância de wakeboard em Castelo de Bode, acaba de anunciar o calendário de eventos desportivos e abertos ao público a realizar ao longo do verão. O destaque vai para o Tomar Pro Wakeboard a 30 de junho, a passagem do mundial da modalidade por Portugal, bem no centro da cidade templária e com o Rio Nabão como cenário, e para a possibilidade de experimentar o desporto gratuitamente ao longo de todo o verão.

A realização da prova é um acontecimento de grande importância para a cidade e para o concelho, já que se enquadra naquela que tem sido a política recente do Município de garantir a realização regular de grandes eventos culturais e desportivos capazes de atraírem a Tomar grande número de visitantes, contribuindo para a sua consolidação como polo turístico de excelência, não dependente apenas do Convento de Cristo.

A espetacularidade desta modalidade praticada num percurso natural em meio urbano vai com certeza deixar marcas indeléveis em todos os que assistirem. Esta prova é também uma consequência da aposta que o Município, em parceria com a Associação Portuguesa de Wakeboard e Wakeskate, tem vindo a fazer no desenvolvimento da modalidade no concelho, aproveitando as magníficas condições proporcionadas igualmente pela albufeira do Castelo do Bode, que se pretende transformar numa estância especialmente apropriada para a sua prática”, afirma Anabela Freitas, Presidente da Câmara Municipal de Tomar.

(…) O evento seguinte tem lugar a 7 e 8 de julho, com a 1ª Etapa do Nacional de Cable na Aldeia do Mato, Abrantes. A 4 e 5 de agosto o Cable de Fernandaires, em Vila de Rei, vai estar todo o dia aberto ao público. O Lago Azul, em Ferreira do Zêzere, recebe a 2ª Etapa do Nacional de Cable a 11 e 12 de agosto e de manhã, das 9h às 13h, o cable vai estar aberto gratuitamente. O calendário termina a 8 e 9 de setembro, com a 3ª Etapa do Nacional de Cable e o Campeonato Nacional de Barco, no Trízio, na Sertã, em que as manhãs voltam novamente a estar abertas aos curiosos pelo desporto.

At http://www.oribatejo.pt/

Nisa volta a receber uma corrida de touros dia 4 de agosto

Francisco Cortes_MG_0035

No próximo dia 4 de agosto, a localidade alentejana de Nisa receberá uma corrida de touros à portuguesa.

Segundo o Toureio.pt conseguiu apurar neste dia irão estar em praça os cavaleiros Francisco Cortes, Paulo Jorge Santos e Tiago Carreiras, que irão lidar seis touros de São Martinho.

Neste espetáculo que tem início às 22 horas, as pegas estarão a cargo dos Amadores de Coruche e Monforte.

At https://toureio.pt/

A Tauromaquia é “Património Cultural e Imaterial de Interesse Municipal” no concelho de Nisa.

Alentejo fica de fora dos investimentos para 2030

Portugal 2030 i036552

A “metodologia do debate técnico e político” do Programa Nacional de Investimentos 2030 vai ser apresentada esta terça-feira pelo Governo. Há já cerca de 40 projectos listados, metade dos quais ferroviários.

O Governo inicia esta terça-feira uma discussão pública sobre o Programa Nacional de Investimentos (PNI2030) para definir as prioridades dos investimentos infra-estruturais estratégicos de médio e longo prazo nos sectores da Mobilidade e Transportes, Ambiente e Energia. De acordo com fonte oficial do Ministério do Planeamento e Infraestruturas, serão realizados debates temáticos em todo o país de modo a obter contributos para esse desígnio.

O debate arranca com cerca de 40 projectos de investimento já listados, dos quais metade são ferroviários. Entre eles estão a modernização da linha de Cascais, a quadruplicação do troço Braço de Prata – Chelas, a passagem a via larga da linha Espinho – Oliveira de Azeméis, a conclusão da modernização da linha Lisboa – Algarve e a duplicação do troço Bombel – Poceirão (no âmbito do eixo Sines – Badajoz para mercadorias).

A modernização do troço norte da linha do Oeste, entre Caldas da Rainha e Louriçal, bem como a modernização do ramal de Alfarelos à Figueira da Foz, são outros dos projectos previstos e que dão sequência aos investimentos do Ferrovia 2020 (actualmente em curso).

Mas essa sequência pode não estar assegurada nos casos do Alentejo e do Douro. No primeiro, ficou de fora a modernização do pequeno troço entre Casa Branca e Beja, que se arrisca a ficar uma “ilha” não electrificada a sul do Tejo, comprometendo a sua viabilidade e arriscando o encerramento. No segundo, o projecto de electrificação da linha entre a Régua e o Pocinho, bem como qualquer estudo para a reabertura até à fronteira de Barca de Alva estão também, para já, descartados pelo actual executivo.

Mas no caso do Douro um estudo da Comissão Europeia sobre ligações ferroviárias transfronteiriças chama a atenção para o potencial da reabertura da linha do Douro em termos turísticos e de coesão social.

O trabalho, realizado no âmbito das políticas de integração e coesão da comunidade europeia, analisou 365 ligações ferroviárias transfronteiriças, incluindo as que estão em operação, as encerradas e as que estão em falta (missing links), e identificou 48 ligações com maior potencial e geradoras de maiores benefícios económicos.

Uma delas é precisamente a que permite ligar o vale do Douro à província de Salamanca, referindo o documento o elevado potencial turístico desta ligação, tanto pelas paisagens, como também por ligar a região vitivinícola do Douro Vinhateiro com cidades históricas espanholas das regiões de Salamanca, Ávila e Madrid.

Através do Douro, refere o documento, é possível ligar (ida e volta) os centro do Porto, Salamanca e Madrid em menos de um dia. O investimento referido para resolver este missing link é de 578 milhões de euros.

O estudo tem apenas em conta o mercado dos passageiros e não o de mercadorias, constituindo este último um argumento acrescido, uma vez que o Douro é a ligação mais curta desde o porto de Leixões a Espanha e ao resto da Europa.

Apesar de não ser considerado pelo Governo como projecto a ter em conta na discussão do PNI2030, a Comunidade Intermunicipal Terras de Trás-os-Montes já fez saber que defende uma ferrovia que rasgue todo o interior desde o Porto à fronteira de Espanha. E o deputado do PSD, Luís Leite Ramos, em declarações à Lusa, anunciou que parlamentares dos distritos de Bragança, Guarda, Porto, Viseu e Vila Real vão entregar na Assembleia da República um projecto de resolução sobre a linha ferroviária do Douro.

“Esta recomendação visa, essencialmente, garantir que o Governo não vai continuar a fazer um veto de gaveta a todos os estudos que têm sido feitos e vai assumir com toda a frontalidade a análise desta questão”, afirmou o deputado, sublinhando o “potencial” desta via férrea, que hoje só existe entre o Porto e Pocinho, mas cuja modernização e reactivação da ligação a Espanha é uma matéria que “tem sido desvalorizada pelo Governo”.

Luís Leite Ramos disse ainda que o estudo da União Europeia sobre as conexões ferroviárias transfronteiriças reconhece a importância desta ligação e “desmistifica a tese absurda de uma alegada inadequação técnica da linha do Douro no tocante à circulação de pesadas composições de mercadorias”.

At https://www.publico.pt/

Nisa é a porta de entrada norte no Alentejo. Quando chegar a Nisa, tenha mente aberta e entregue-se a emoções únicas. Entre o passado e o futuro, Nisa encanta-nos à chegada e emociona-nos na despedida!

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

PÚBLICO

Nisa é a porta de entrada norte no Alentejo. Quando chegar a Nisa, tenha mente aberta e entregue-se a emoções únicas. Entre o passado e o futuro, Nisa encanta-nos à chegada e emociona-nos na despedida!

Le Monde Diplomatique - Edição Portuguesa

Nisa é a porta de entrada norte no Alentejo. Quando chegar a Nisa, tenha mente aberta e entregue-se a emoções únicas. Entre o passado e o futuro, Nisa encanta-nos à chegada e emociona-nos na despedida!

TSF - Últimas Notícias - RSS

Nisa é a porta de entrada norte no Alentejo. Quando chegar a Nisa, tenha mente aberta e entregue-se a emoções únicas. Entre o passado e o futuro, Nisa encanta-nos à chegada e emociona-nos na despedida!

Expresso

Nisa é a porta de entrada norte no Alentejo. Quando chegar a Nisa, tenha mente aberta e entregue-se a emoções únicas. Entre o passado e o futuro, Nisa encanta-nos à chegada e emociona-nos na despedida!