Opinião: “5 de Outubro”

FB_IMG_1507458517885

FB_IMG_1507458875472Em tempos escrevi isto: “Contrariando outro mito persistente, a 5 de Outubro de 1910, da varanda dos Paços do Concelho, em Lisboa, o médico, carbonário e novel Governador Civil, natural de Gavião, distrito de Portalegre, Eusébio Leão proclama a República.
Ainda hoje, aqui e acolá, se afirma que o proclamante teria sido José Relvas.
A verdade manda que, o que ocorreu, de seguida ao grito proferido pelo bombista, Eusébio Leão, que no seu consultório do Chiado fabricava artefactos de morte e pavor, se lhe seguisse Inocêncio Camacho, também “bom primo”, participante de uma das muitas “choças” carbonárias, anuncia a composição do Governo Provisório (Teófilo Braga, Presidente; António José de Almeida, ministro do Interior;Afonso Costa, ministro da Justiça; Basílio Teles, ministro das Finanças; António Luiz Gomes, ministro das Obras Públicas; Bernardino Machado, ministro dos Estrangeiros; coronel Correia Barreto, ministro da Guerra; Azevedo Gomes, ministro da Marinha.
Só depois desta leitura é que emerge José Relvas…e para pedir serenidade ao povo que então se “apinhava” na Praça do Município.”

A foto é de Joshua Benoliel.
Este postal é dedicado ao meu fraterno amigo Jaime Estorninho.

José Albergaria

At Facebook

Anúncios