Nisa é dos concelhos com menor retenção escolar

centro-escolar-nisa-dscn2230
À exceção de Bragança, o Norte do País é a região que apresenta taxas de reprovação menos elevadas, com valores abaixo da média nacional.

Faro é o distrito do País com a taxa de retenção global no ensino secundário mais elevada (25%), seguido de Bragança e Setúbal, ambos com 24%, revelam dados do Ministério da Educação que agregam quatro anos letivos (2011/12 a 2014/15). Lisboa e Setúbal, ambos com taxas de 23%, fecham o top 5.

Já os distritos com menos reprovações ficam todos no Norte. Viana do Castelo lidera, com uma taxa de retenção de 16%, seguido de Aveiro, Braga e Porto, todos com 18%.

Já olhando para a taxa de retenção por concelho, é no Alentejo que se verificam os valores mais elevados. Alter do Chão lidera a lista, com 34% de retenções, seguido de Campo Maior, com 33%. Ambos os concelhos estão situados no distrito de Portalegre, onde também se localiza um dos concelhos com uma das taxas de retenção mais reduzidas. Trata-se de Nisa, onde apenas 14% dos alunos do secundário reprovaram nos quatro anos letivos em análise, sendo o 10º município do País com menos chumbos.

Nisa fica a apenas 39 quilómetros de Alter do Chão, mas tem uma taxa de retenção que é menos de metade da do quase vizinho – pelo meio existe apenas o concelho do Crato. Mogadouro (33%), Amadora (32%) e Mação (32%) fecham o top 5 dos concelhos com mais chumbos. Já os concelhos do País onde menos se reprova no secundário são Armamar (taxa de retenção de 7%), Constância (8%), Sobral de Monte Agraço (12%), Entroncamento (12%) e Soure (13%).

Em termos nacionais, a taxa de retenções, apenas para o continente, é de 21%. Ou seja, um em cada cinco alunos portugueses chumbou no ensino secundário relativamente aos quatro anos letivos que foram alvo de análise.

At http://www.cmjornal.pt/