Crónica: “O porte do animal”

raquel-varela_1349828739Os taxistas são mal educados, os professores eram preguiçosos, os médicos ricos e os estivadores brutos. A cada campanha negra nos media contra um sector profissional que se quer precarizar há uma claque que segue o rasto, brandindo de punho em riste contra os sectores «corporativos», que só «se protegem a eles». Isto referindo sectores profissionais que mal ou bem tiveram a coragem de lutar em vez de ir para a porta da Segurança Social estender a mão ao Estado benévolo ou emigrar para «abrir horizontes».

Tudo isto num país onde as maiores empresas funcionam como monopólios protegidos pelo Estado, são, essas sim, tecnicamente corporações, não sujeitas a qualquer tipo de concorrência, fixam preços, rendas, produção, têm isenções fiscais a montante e perdões fiscais a jusante. E vivem literalmente à conta da protecção Estatal, garantida por 40 anos de PS/CDS/PSD nos Governos: EDP, Galp, Banca, PT, ANA/Vinci; concessões de portos e autoestradas, etc. Nada como o vendedor ter um casaco Armani e cavalheirismo qb para convencer o comprador a comprar burro por cavalo e ainda elogiar o porte do animal.

Raquel Varela

At https://raquelcardeiravarela.wordpress.com/

Revista Mais Alentejo: em votação, Monte Filipe (H)

revista-maisalentejo-2-newsimg

Lamentavelmente, os responsáveis da Revista Mais Alentejo fazem questão de alimentar um Alentejo heterogéneo, que aponta frágil o reconhecimento público do que os melhores “alentejanos” fazem em diversos sectores.

Para além de Beja, cidade onde se encontra sediada a revista, o Alto Alentejo também tem património de relevante valor, assim como lagares, e adegas, e prazeres, etc. E o Tejo continua sem fazer parte da maior região do país. Talvez se aceite mesmo a visão bipartida da regionalização.

Feita a devida ressalva, deixamos a nossa escolha e recomendamos a votação em http://rjbatista.net/maisalentejo/index.html:

NOMEADOS PRÉMIOS MAIS ALENTEJO 2016

MAIS TRADIÇÃO: Romaria de S. Mateus de Elvas

MAIS PATRIMÓNIO: Associação Defesa Património de Mértola

MAIS EMPRESA: Bambuparque

MAIS LAGARES: Coop. Agrícola de Moura e Barrancos

MAIS PRAZERES: Chocolate de Beatriz

MAIS CHEFE: José Júlio Vintém

MAIS MANJARES: Taberna Tintos & Petiscos

MAIS DORMIDAS HOTEL: Monte Filipe Hotel & Spa

MAIS DORMIDAS RURAL: Torre de Palma

MAIS ADEGAS: Fundação Eugénio de Almeida

MAIS SENSAÇÃO: Quinta das Lavandas

MAIS POLÍTICA: João Oliveira

MAIS INICIATIVA: Centro de Ciência do Café

MAIS ARTE & FOTOGRAFIA: Jorge Pé-Curto

MAIS LITERATURA: José Luís Peixoto

MAIS DESPORTO: Lito Vidigal

MAIS MÚSICA: Tais Quais

MAIS TELEVISÃO CONTEÚDOS: Repórter TVI

MAIS CINEMA, TEATRO & TELEVISÃO: Isabel Abreu

MAIS JORNALISMO: Luís Pedro Nunes

MAIS INOVAÇÃO: Centro de Arte Quetzal

At http://www.revistamaisalentejo.com/index.htm > Eventos > Gala Prémios Mais Alentejo 2016