PS e PCP têm um “acordo” para as autárquicas

jeronimo_de_sousa_e_antonio_costa_assinam_acordo9168b89f_base

A pouco mais de um ano de eleições locais, o PS trata de evitar que haja estilhaços autárquicos sobre o Governo. Assim, tem um acordo tácito com o PCP para que não se façam concorrência.

As eleições autárquicas não deverão ter um efeito de desgaste na relação entre o PS e o PCP, nem no acordo entre os dois partidos sobre a governação do executivo de António Costa. A tranquilidade quer de socialistas, quer de comunistas deve-se ao facto de existir já um entendimento ao mais alto nível da direcção de ambos os partidos que foi classificado ao PÚBLICO por um membro do Governo como “uma espécie de um pacto de não-agressão autárquica”.

Em causa está a efectiva posição de concorrência em que os dois partidos irão ficar no próximo acto eleitoral nacional, uma concorrência que é já tradicional, com os socialistas a tentarem conquistar câmaras que presididas pelo PCP e, por seu lado, os comunistas procurarem ganhar em autarquias que são do PS.

At http://www.publico.pt/

Câmara de Nisa na sessão de assinatura dos PEDU

PEDU FB_IMG_1464772444428

A Sessão de Assinatura de Contratos dos Planos Estratégicos de Desenvolvimento Urbano decorreu ontem, no Europarque, em Santa Maria da Feira, a partir das 15h30, e teve como finalidade a assinatura dos contratos que contemplam os financiamentos dos Fundos Europeus Estruturais e de Investimento (FEEI) para os referidos Planos, num total nacional de 784 milhões de euros, e contou com a presença do ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, e do ministro do Ambiente, João Pedro Matos.

At Diana FM:

Os 26 contratos assinados dos Planos Estratégicos de Desenvolvimento Urbano (PEDU) das câmaras do Alentejo e Ribatejo envolvem um investimento de 146 milhões de euros.

Do total, 124 milhões de euros provêm de fundos da União Europeia e o restante do Instrumento Financeiro para a Reabilitação e Revitalização Urbanas, criado no âmbito do Portugal 2020.

Os municípios que celebraram os contratos são: Alcácer do Sal, Aljustrel, Almeirim, Beja, Benavente, Campo Maior, Cartaxo, Castro Verde, Coruche, Elvas, Estremoz, Évora, Grândola, Montemor-o-Novo, Moura, Nisa, Odemira, Ponte de Sor, Portalegre, Reguengos de Monsaraz, Rio Maior, Santarém, Santiago do Cacém, Serpa, Sines e Vendas Novas.

As verbas destinam-se sobretudo para a para reabilitação e revitalização urbanas das cidades.