Artigo de opinião: “Dissenso laranja”

Luis Toscano xEMCDx18“A democracia criada a partir do 25 de Abril de 1974 tem de ser recriada, para não se negar, nem negar futuro aos portugueses”. Marcelo sabe bem do que fala. O nosso Presidente da República participou no nascimento do elemento agregador que possibilitou a estabilidade e o equilíbrio político da nossa democracia: o Estado Social. Mas foi a doutrina da esquerda que vincou desde os idos de Abril esse reforço. A acção de vários líderes de esquerda foram nucleares para a criação do ‘Welfare State’ português que, nascido na Europa do pós-guerra pela mão de Beveridge e do Partido Trabalhista britânico, chegou com a sua universalidade à costa oeste da Europa.

Alguns sociais-democratas, com destaque para Sá Carneiro, ajudaram a um reforço do estado providência. O Estado assumiu o motor da transformação da sociedade portuguesa, cujo peso passou de 19,9% em 1973 para 49,1% em 2013. As despesas com Educação, Saúde, Segurança e Acção Social e Defesa mais do que triplicaram em democracia. De 94 médicos por 100 mil/habitantes em 1970 para 417 em 2012. A taxa de mortalidade regrediu de 44% em 1970 para 3,4%, uma das mais baixas do mundo! Apenas 2,3% de portugueses tinham o ensino secundário em 1970; em 2012 são 13,4%. O PIB per capita passou de 7.220€ em 1973 para 15.607€ em 2013.

Mas tudo se inverteu em 2011. O governo radical de direita, a reboque da austeridade punitiva e expiadora da ‘troika’, apostou no empobrecimento dos portugueses como desígnio nacional. A despesa em educação desceu 5% ao ano desde 2010 e os gastos em saúde caíram de 10,2% para 9,5% do PIB. As políticas neoliberais, quer na saúde quer na educação, geraram uma polarização e a consequente quebra de compromissos interpartidários. O entrincheiramento ideológico do PSD de Passos não permite consensos. A ida ao pote fala, novamente, mais alto. O “não recebemos lições de ninguém sobre consensos” do líder parlamentar laranja reforça esse isolamento.

Os valores sociais-democratas desapareceram. O país fica a perder. Marcelo sabe mesmo do que fala.

Luís Borrega Toscano

At http://economico.sapo.pt/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s