Nota FB: “Urânio”

nfs i moreira 10 020512É agora tempo de falar de um caso que nos interpela a todas e a todos . Quem não se recorda do horror resultante da exploração das minas de urânio ? Desde que a mina encerrou ( propriedade da empresa nacional de urânio ) já morreram 115 mineiros de cancro e doenças provocadas pela radioactividade. Nunca tiveram qualquer indemnização por doença profissional , por morte , o que nos responsabiliza perante as viúvas destas vítimas .

Impõe – se a decência de uma solução legal que permita o acesso às pensões de invalidez e velhice e a uma indemnização emergente de doença profissional ou por morte . Já foi feito alguma coisa e de grande importância . Mas falta esta decência perante os sobreviventes que lutam, lutam, lutam. Estes trabalhadores mostram resiliência rara.

O nosso compromisso – de toda a esquerda – é encontrar na especialidade definitivamente uma solução justa que se impõe .

Isabel Moreira

At https://pt-pt.facebook.com/

Investimento na linha da Beira Baixa traz mais segurança e velocidade

CP 005_543Belver

A Infraestruturas de Portugal (IP) anunciou hoje a conclusão de um investimento de 3,2 milhões de euros na Linha da Beira Baixa, entre Abrantes e Ródão, que permite aliar uma maior velocidade às condições de segurança.

“O investimento reflete um conjunto de intervenções na Linha da Beira Baixa, no domínio da especialidade de via e geotecnia, nomeadamente substituição de carris, travessas e reparação de taludes, com o objetivo de aumentar os níveis de disponibilidade, segurança e qualidade da infraestrutura ferroviária”, destacou à Lusa fonte oficial da IP.

O investimento permitiu a “reposição das normais condições de velocidade de circulação que vigoravam no troço em quatro locais diferentes”, disse a mesma fonte, notando que esta melhoria irá “contribuir para a redução em mais de 2 minutos do atraso teórico por comboio” na Linha da Beira Baixa.

Em comunicado, a Infraestruturas de Portugal refere que em 2016 irá dar continuidade ao trabalho de beneficiação desenvolvido na Linha da Beira Baixa.

At http://www.mediotejo.net/